Certificação

A certificação florestal é ferramenta para a gestão florestal ambientalmente responsável, socialmente justa e economicamente viável

As empresas associadas da Ibá têm as certificações como ferramenta que demonstra aos clientes e consumidores a origem sustentável de seus produtos e o manejo florestal responsável.

As certificações promovem a melhoria contínua dos processos produtivos e a eficiência nas atividades florestais e industriais, ao mesmo tempo em que reduzem potenciais impactos e maximizam os benefícios ambientais e sociais.

Como funcionam?

A obtenção da certificação se dá por meio de auditorias independentes e externas, feitas por órgãos certificadores que avaliam desde as práticas de produção de muda, plantio e colheita, até a indústria, passando por avaliações relacionadas aos impactos ao meio ambiente e às comunidades do entorno, segurança e saúde dos trabalhadores e a conformidade com a legislação municipal, estadual e federal.

Existem dois esquemas de certificação florestal: o Forest Stewardship Council® (FSC) e o Programa Nacional de Certificação Florestal (Cerflor), endossado pelo sistema internacional Programme for the Endorsement of Forest Certification Systems (PEFC).

A Ibá e os esquemas de certificação

O setor de árvores plantadas no Brasil tem quase 70% de sua área (5,4 milhões de hectares) certificados na modalidade de manejo florestal por esses esquemas internacionalmente reconhecidos. A cadeia de custódia também é passível de certificação. As empresas membro da Ibá possuem 58 certificados do FSC e 17 do Cerflor/PEFC.

A Ibá é membro do FSC no âmbito nacional e internacional e das Comissões Técnicas do Cerflor/PEFC, participando ativamente do desenvolvimento da certificação florestal nacional e mundial. Além disso, participa por meio do International Council on Forest and Paper Associations (ICFPA), de Grupos de Trabalho da International Organization for Standardization (ISO), tendo trabalhado no desenvolvimento da norma de Cadeia de Custódia para produtos florestais (ISO 38200).

A associação acredita no trabalho conjunto entre empresas, institutos de pesquisa e sociedade civil organizada para discutir e buscar o desenvolvimento dos sistemas de certificação, a fim de que eles atendam o tripé da sustentabilidade de forma equilibrada. Ou seja, a certificação deve ser um instrumento que viabilize economicamente o investimento, seja socialmente justo e ambientalmente responsável.

Os principais temas de atuação da Ibá frente aos sistemas de certificação são a gestão do uso de defensivos para o controle de pragas e doenças, a biotecnologia arbórea, certificação de pequenos produtores, madeira controlada e o papel das plantações certificadas no suprimento da demanda por fibras, madeira e energia, entre outros.